quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Miniconto: Assim que...

ASSIM QUE...

... ela acordou, descobriu que estava novamente no vale da escuridão e do magma fumegante. Enlouquecida pela dor insuportável que chegava até os ossos, apanhou uma pedra afiada e enfiou na própria garganta. A traquéia se rompeu em um jorro escarlate. Lentamente, a garota morreu.
Assim que ela acordou, descobriu que estava novamente no vale da escuridão e do magma fumegante. Enlouquecida pela dor insuportável que chegava até os ossos, apanhou uma pedra afiada e enfiou na própria garganta. A traquéia se rompeu em um jorro escarlate. Lentamente, a garota morreu.
Assim que ela acordou, descobriu que estava novamente no vale da escuridão e do magma fumegante. Enlouquecida pela dor insuportável que chegava até os ossos, apanhou uma pedra afiada e enfiou na própria garganta. A traquéia se rompeu em um jorro escarlate. Lentamente, a garota morreu.
Assim que...

13 comentários:

Lais Adelita disse...

nossa ,apaixonantee! adorei !!!

http://cronicasdesafira.blogspot.com/

Lais Adelita disse...

nossa ,apaixonantee! adorei

beijaoo !!

http://cronicasdesafira.blogspot.com/

Giane disse...

Oi, Mario!

Já acordou de um sonho dentro de outro sonho?
Eu já. Sorte que era um sonho e não um "pesadelo" como o de sua personagem no miniconto.
Se é que ela estava tendo um pesadelo...

Beijos mil e bom domingo!!!

Caio Tadeu de Moraes disse...

Cara; isso é terror. Muitos escritores que dizem escrever terror me vêem com textos enormes e detalhados, mas que não me flui um pingo de adrenalina quando leio...

Conto de poucas palavras... que surtam a mente!

luciana fátima disse...

Uau!!! Que coisa mais "cortaziana"!!! Adorei!



Saudações,
coLUjinha.

Balth disse...

Sinto cheiro de Dante e o inferno dos suicidas!

Sonia Schmorantz disse...

Hoje não quero comentar nada, mas quero sim, desejar de coração, que tenhas um lindo final de semana.
abraço

Sonia Schmorantz disse...

Para refletir:
Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto...
Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo
de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
(William Shakespeare)

Faça dessa nova semana um novo início rumo à
felicidade.
abraços

Diógenes Daniel disse...

agonia terrível, miniconto ótimo! Muito legal seu blog!! Acessível, sem textos looongos e que não empolgam muito. Eu escrevo microcontos, se puder dar uma passada lá depois:

http://autosdosmafagafos.blogspot.com/

abraço!

Sonia Schmorantz disse...

Acredite que sua semana vai ser muito feliz,
que todos os dias o céu tem uma nova cor
e que o Universo conspira a seu favor,
sempre que você assim o quiser.
Assim que seus olhos avistarem o sol pela manhã
lembre-se que este novo dia está por ser escrito
e pode ser sempre um dia feliz,
se você se permitir assim...

Yakimishi disse...

ErrR..Sinistro. o_o Esse é um dos meus piores pesadelos.. o_o'

victor meloni disse...

Mário, conhece O Porco Filósofo, de Julian Baggini? São 100 experiências para vida cotidiana. A de número 28, "O cenário do pesadelo" é...bem, qdo tiver oportunidade, leia. Vc escreveu uma obra-prima, aqui. Parabéns!

Mario Carneiro Jr. disse...

Victor, não conheço não, mas fiquei curioso! Ah, e obrigado pelo "obra prima", rsrs. Abraços!